Fórum Adventista

Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é suprimi-la !
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   2/11/2008, 4:25 pm

Barão de Aço escreveu:
Ton escreveu:
Se estivesse explicito, claro e direto no NT a Lei: "Guarde o Sábado Sem Inventar Desculpas para Anulá-lo".
- Como é que você guardaria o sábado nas condições do mundo atual, capitalista, moderno e globalizado?
O sábado é um dia depois de seis trabalhados. Trabalhou seis dias? Guarde o sétimo para Deus, independente se chamarem o dia de segunda, terça ou domingo.
O sábado foi FIXADO exatamente para evitar interpretações estapafurdias como a sua. O sétimo dia é o sábado, o primeiro dia é o domingo e ponto final. A expressão "primeiro dia da semana" aparece exatamente oito vezes em o Novo Testamento, seis das quais referindo-se ao mesmo dia - aquele em que a ressurreição foi descoberta. Somento outro "primeiro dia" é mencionado específicamente como dia de culto e a reunião então realizada teve lugar na "noite de sábado". A outra passagem refere-se aos primeiros dias em geral, não como dias de reunião na igreja, mas para se fazer as contas em casa. Em nenhum lugar há qualquer referência à santidade ou importância do primeiro dia. O domingo era um dos seis dias de trabalho, sendo o sétimo dia o sábado, o verdadeiro "Dia do Senhor", no qual eles adoravam.


Última edição por Ronaldo em 2/11/2008, 4:39 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   2/11/2008, 4:32 pm

Domingo


O domingo, por fundamentação bíblica e etimológica, é considerado o primeiro[1],[2] dia da semana, seguindo o sábado e precedendo a segunda-feira, é um dia de oração e de descanso para a maioria dos cristãos e povos de todo o mundo.

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° diaúltimo dia
DomingoSegunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábado

Por ordenação de trabalho e lazer e pela normalização ISO[3], o domingo é considerado o último dia da semana.

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° diaúltimo dia
Segunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábadoDomingo


A palavra é originária do latim dies Dominicus, que significa "dia do Senhor". Existe, nessa mesma acepção, em castelhano (Domingo), italiano (Domenica), francês (Dimanche) e em todas as línguas de origem latina.

Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses dedicando este dia ao astro Sol o que originou outras denominações para este dia, em inglês diz-se Sunday, e no alemão Sonntag, com o significado de "Dia do Sol".


Índice


1 História

2 Origem dos nomes dos dias da semana

3 Noutros idiomas

4 Ver também

5 Referências


História


Segundo os evangelhos, Jesus Cristo ressuscitou no terceiro dia[4],[5] após a crucifixão, sem nenhuma referência ao domingo[6].

Por ser Roma uma cidade cosmopolita e sede de um vasto império, afluíram a ela povos de diversas culturas, que incluíam na bagagem cultural inúmeras crenças, as quais eram recebidas e reconhecidas pelos romanos. Entre elas, teria-se associado às crenças dos latinos, sabinos e etruscos a reverência ao primeiro dia da semana como "dia do Senhor",mas este senhor tratava-se do Sol, reverenciado no domingo, e não do Filho de Deus cristão, Jesus Cristo, que somente veio a acontecer um tempo depois.

Em 325 d.C., pelas orientações decididas no Concílio de Nicéia, os cristãos passaram a ter suas reuniões para oração de fé no dia Prima Feria, que passou a se chamar Dies Domenica ("Dia do Senhor"), que foi aportuguesado, com o tempo, para a forma "domingo", cuja expressão, juntamente com sábado, acabou sendo adotada por todos os países latinos em função de intensa campanha da Igreja Cristã contra o paganismo.

A expressão "dia do Senhor", comumente relacionada aos domingo em muitas línguas, para o cristianismo foi uma associação tardia não sendo usada pelos primeiros cristãos.

Em outras línguas e países, ainda permanecem expressões oriundas de cultos pagãos e deuses mitológicos antigos, como aqueles oriundos dos babilônicos, com base no fato do domingo ser dedicado ao deus Shamash, o Sol (o senhor do culto solar) segundo as crenças daquele povo, bem como dos assírios e egípcias, que reverenciavam como deus maior o sol, o deus , conforme foi também comentado por Gerald Messadié, em História Geral do Antisemitismo. Sem contar os tantos outros povos adoradores do Sol, como as civilizações anteriores a Cristóvão Colombo das Américas.

A designação teve repercussões geográficas quase dez séculos mais tarde: Cristóvão Colombo, ao chegar pela primeira vez ao Caribe, a 3 de novembro de 1493, mais precisamente à ilha hoje compartilhada pelo Haiti e pela República Dominicana, chamou-a Dominica, por ser um dia de domingo, segundo o calendário juliano então em vigor.

Origem dos nomes dos dias da semana


Dias da semana

Os nomes dos dias da semana em português têm a sua origem na liturgia católica. Na maior parte das outras línguas, a sua origem são nomes de deuses pagãos e deuses mitológicos aos quais os dias eram dedicados.


Noutros idiomas



IdiomaNomeSignificado
AlemãoSonntagDia do Sol
Chinês星期日 (xīng qī rì)
NeerlandêsZondag
InglêsSunday
Japonês日曜日 / Nichiyōbi
SuecoSöndag
DinamarquêsSøndag
CatalãoDiumengeDia do Senhor
CastelhanoDomingo
DoushaDaina
EsperantoDimanĉo
FrancêsDimanche
GregoΚυριακή
ItalianoDomenica
PortuguêsDomingo
RomenoDuminică
EstónioPühapäev
PolacoNiedziela

Referências


Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

Dicionário e Enciclopédia Koogan/Houaiss. Rio de Janeiro: Edições Delta, 1995.

ISO 8601

A este ressuscitou Deus ao terceiro dia e lhe concedeu que se manifestasse. (...) (Atos dos Apóstolos 10:40)

E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras (1 Coríntios 15:4)

Bíblia on-line, pesquisa "domingo"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   14/12/2009, 4:44 pm

Ola,
existem alguns detalhes relativos ao domingo que passaram batidos, vamos a eles:
1 - a guarda do sabath no sábado não faz sentido de ocorrer no sábado NA GRECIA, pois a Biblia grega (muito mais fiel que a nossa traduzida) se refere a manhã da ressurreição como o Dia do Senhor.
2 - Evidências subsequentes (biblicas inclusive) mostram que o Dia do Senhor passou a ser o domingo.
3 - Os manuscritos do Mar Morto também apontam a guarda do sabath no domingo pelos cristãos primitivos de Quram.
4 - O Deus da América (Quetzacoatl) em inúmeras gravuras possui atributos e história semelhantes a de Jesus Cristo. Evidencia disso foi a facilidade de dominação de Colombo, pois os antigos povos acreditavam que Quatzacoatl voltaria.
5 - O sabath foi alterado do sétimo dia em diversas passagens do Velho Testamento, podendo ser inclusive relativas a um périodo maior do que 24 hs.
6 - Evidencias historias mostram que povos antigos possuem influencias de suas culturas em povos remanescentes, portanto podendo ter sido distorcido o significado de Dia do Senhor.
(referencias fico devendo por enqto, pois estou no trabalho Wink )
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   4/1/2010, 7:01 pm

Uma questão de cada vez. Diga-me onde a Biblia grega se refere a manhã da ressurreição como o Dia do Senhor?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   5/1/2010, 3:31 pm

Ok...
LeGrand Richards em seu Livro uma obra Maravilhosa e um Assombro (p.248) lembra que a Bíblia Grega original chama o Domingo (primeiro dia da Semana) de Sabbath oito vezes no Novo Testamento (Mateus 28:1; Marcos 16:2 e 16:9; Lucas 24:1; João 20:1 e 20:19; Atos 20:7 e I Coríntios 16:2), o que seria de estranhar caso os antigos cristãos não considerassem tal dia um dia santificado (=sabbath).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   10/1/2010, 5:00 am

Superman777 escreveu:
LeGrand Richards em seu Livro uma obra Maravilhosa e um Assombro (p.248) lembra que a Bíblia Grega original chama o Domingo (primeiro dia da Semana) de Sabbath oito vezes no Novo Testamento (Mateus 28:1; Marcos 16:2 e 16:9; Lucas 24:1; João 20:1 e 20:19; Atos 20:7 e I Coríntios 16:2), o que seria de estranhar caso os antigos cristãos não considerassem tal dia um dia santificado (=sabbath).
Não generalize, nem todos os originais dessas passagens são iguais. Por exemplo, enquanto em Atos 20:7 temos 'mia ton sabbaton'(o primeiro com respeito ao sábado), em Mt 28:1 temos "mian sabbaton"(primeiro sábado). Verifique esta excelente tese sobre o assunto: http://www.adventistas.com/janeiro2003/jp_revisado.doc
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   11/1/2010, 6:38 pm

Sobre a tese em questão (ainda bem que chamou de tese Smile ) creio que ela se perde ja na pág. 1 quando diz: Como são mencionados dois sábados seguidos, só há duas possibilidades de interpretação: . Nem sequer é considerado a interpretação do domingo passar a ser o sabath. Aí fica facil de negar o resto ne...
Alem disso, na passagem de Atos, sequer é considerado a hipotese do "partir do pão" ser relativo ao sacramento instituído por Jesus, e não ao cardápio dos apóstolos...


E lembre-se, porque o sacerdócio sendo mudado, um novo e melhor convénio foi dado, havia necessidade de uma mudança de lei (Hebreus.7:12). Estas coisas foram dadas na velha lei que já foi cumprida, assim como os demais holocaustos e ritos da Lei Mosaica. Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   12/1/2010, 8:01 pm

Os termos originais dessas passagens são diferentes, por exemplo, enquanto em Atos 20:7 temos 'mia ton sabbaton'(o primeiro com respeito ao sábado), em Mt 28:1 temos "mian sabbaton"(primeiro sábado). Qualquer léxico vai lhe mostrar que "MIA TON SABBATON" significa:

1. "PRIMEIRO DAS SEMANAS": [mia = primeiro] + [ton = da] + [sabbaton (plural) = semanas]

2. "MIA TON SABBATON" é a expressão comum para "primeiro dia da semana".

Muitos meramente vêem a palavra "Sabbaton" no grego e incorretamente já pensam que se relaciona a descanso.

Portanto, no grego temos uma frase um pouco esquisita: mia ton sabbaton, que a vulgata traduz por una sabbatorum e que poderíamos traduzir por uma dos sábados, pois dia (Emera) é feminino em grego; ou melhor, pela primeira dos sábados, pois o cardinal faz às vezes de ordinal na Koiné. Como sabbaton era usado no lugar de semana, mia ton sabbaton equivalia ao primeiro dia após o sábado, ou seja, o primeiro dia da semana.

Como você pode ver, mia ton sabbaton é uma expressão idiomática e assim traduzida, parece estranha em português. Versículos para nos dar uma idéia melhor de mia ton sabbaton ou "primeiro dia da semana" são Mt. 28: 1; Mc. 16: 2; Lc. 24: 1; e Jo. 20: 1. Qualquer estudioso de grego saberia que no grego diz "mia ton sabbaton", que SÓ PODE ser traduzido como “primeiro dia da semana”. É torpeza querer torcer o sentido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   12/1/2010, 8:45 pm

Amigo,
não entendi o seu ponto .
Com certeza a referencia é ao primeiro dia da semana, ninguem está negando isso...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   12/1/2010, 9:59 pm

É pura mentira sua afirmar que a "Bíblia Grega original chama o Domingo (primeiro dia da Semana) de Sabbath". O termo usados é 'mia ton sabaton'. A sentença 'Mia ton Sabaton" é apenas uma construção judaica muito conhecida que já existia bem antes do novo testamento ser escrito. Ela apenas numera os dias EM REALAÇÃO AO SÁBADO. O fato do termo sabbaton estar presente não faz do primeiro dia da semana um dia de descanso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   13/1/2010, 2:01 pm

Nao faz, o que faz é a mudança da lei citada trocentas vezes nas escrituras.
O meu ponto é q na tese nem é considerado essa hipótese pelo autor. E ja concordamos q "mia ton sabaton" é o primeiro dia da semana.

O primeiro a chamar o domingo de Dia do Senhor foi João (Apoc. 1:10, latim: Dominica die). Esse dia, por sua importância, passou a ser chamado, domingo, nome inédito em todo o mundo, exclusivo do cristianismo. Por que teria João escrito uma expressão nunca usada antes? Foi dado em homenagem à ressurreição do seu fundador, Jesus Cristo.

Jesus apareceu por dez vezes a seus discípulos num período de quarenta dias após ressuscitar:
1) Cinco aparições só no dia da ressurreição: Mc 16.9; Mt 28.9,10; Lc 24.13-25; Lc 24.34; Mc 16.14/Lc 24.36.

2) Mais cinco aparições: Uma semana depois voltou a aparecer: Jo 20.26-31; Jo 21.1-12; 1Co 15.5,6; 1Co 15.7; Mc 16.19/Lc 24.50,51/At 1.3,9.

Nem uma só vez Jesus apresentou-se a seus discípulos num dia de sábado. Sempre o fez no domingo, o Dia do Senhor.
Domingo foi o dia que o Espírito Santo se derramou aos discipulos. Isso aconteceu no domingo de pentecostes, quando se reuniram para buscar o revestimento de poder.
Portanto, a Igreja "nasceu" nesse dia. Ele ocorreu no dia que vinha após o sétimo Sábado, o qüinquagésimo dia, o Domingo - At 2.1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   13/1/2010, 5:09 pm

Superman777 escreveu:
O primeiro a chamar o domingo de Dia do Senhor foi João (Apoc. 1:10, latim: Dominica die).
O Dia do Senhor em Apoc. 1:10 é o sábado e o termo latim Dominica die é tardio e não é argumento primário.
Citação :
Esse dia, por sua importância, passou a ser chamado, domingo, nome inédito em todo o mundo, exclusivo do cristianismo.
Isso só ocorreu no periodo pós-apostólico, muito tardiamente. Todos esses argumentos já foram refutados neste mesmo tópico, é só procurar. Não tenho tempo a perder com redundâncias e estudos mecânicos e repetitivos. Na minha opinião, debates baseados em estudos longos não são produtivos. Segue abaixo o enooooorme livro de Samuele Bacchiocchi. Esta bela obra refuta definitivamente todas essas alegações. Clique Aqui para Download do livro em português "Do sábado Para o Domingo".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   13/1/2010, 9:17 pm

Como assim tardio??? Me parece uma questão de opinião, nao de provas.
Linguistas e estudiosos do mundo inteiro concordam em ser essa a origem, inclusive no idioma grego, que foi o primeiro a ter a escritura registrada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   13/1/2010, 9:35 pm

Superman777 escreveu:
Como assim tardio??? Me parece uma questão de opinião, nao de provas. Linguistas e estudiosos do mundo inteiro concordam em ser essa a origem, inclusive no idioma grego, que foi o primeiro a ter a escritura registrada.
Exatamente, o idioma original é o grego 'dia senhorial', então não me venha com o latim, uma lingua que só foi usada em traduções bíblicas com a vulgata, escrita em meados do século IV por São Jerónimo, a pedido do Papa Dâmaso I. Jerônimo, por conta propria, afirmou que domica die' era o primeiro dia da semana. Essa tese não encontra apoio da palavra de Deus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   14/1/2010, 1:39 pm

Está claro que é uma mera questão de opinião sua, nao pode-se provar nada.
Nao adianta vc ficar mandando referências pois a maioria dos estudiosos e autores (esses sim, especialistas no assunto) consideram a versão grega como a primeira (é, Dia do Senhor) e não se pode negar que as aparições de JC jamais foram feitas no sétimo dia e práticas sagradas dos primeiros cristãos (de Quram inclusive) também feitas no primeiro dia da semana.

E outra, se a salvação dependesse da interpretação de um ponto tão específico, não seria algo tão obscuro que requeresse tanta profundidade. Alem de tudo, também uma questão de bom senso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   14/1/2010, 10:18 pm

Superman777 escreveu:
Está claro que é uma mera questão de opinião sua, nao pode-se provar nada.
Nao adianta vc ficar mandando referências pois a maioria dos estudiosos e autores (esses sim, especialistas no assunto) consideram a versão grega como a primeira (é, Dia do Senhor) ...
Você deve ter algum problema de interoretação de textos. Eu nunca discordei de você neste ponto, a versão grega como a primeira.
Citação :
... não se pode negar que as aparições de JC jamais foram feitas no sétimo dia e práticas sagradas dos primeiros cristãos (de Quram inclusive) também feitas no primeiro dia da semana.
Esse argumento já foi refutado. Não tenho tempo a perder com redundâncias e estudos mecânicos e repetitivos. Segue abaixo o enooooorme livro de Samuele Bacchiocchi. Esta bela obra refuta definitivamente todas essas alegações. Clique Aqui para Download do livro em português "Do sábado Para o Domingo".
Citação :
E outra, se a salvação dependesse da interpretação de um ponto tão específico, não seria algo tão obscuro que requeresse tanta profundidade. Alem de tudo, também uma questão de bom senso.
Não há como defender que o domingo é o dia do Senhor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Superman777
Neófito
Neófito


Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/12/2009

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   15/1/2010, 3:14 pm

Esse livro ja foi largamente refutado (inclusive o "prêmio" de Bacchiocchi é posto em descrédito (ver Controversy) ) e não possui expressão fora do mundo adventista (afinal, o falecido era adventista).

Alem da refutação direta de Dale Ratzlaff em seus livros Truth About Seventh-day Adventist "Truth" e "Sabbath in Christ" , temos a obra do erudito D. A. Carson , From Sabbath to Lord's Day , entre muitas outras .

Considero boa a análise do brasileiro Paulo Cristiano , mas como disse antes, Deus não espera tanta erudição de ninguem pra se entender qual é o dia santo, e por isso jamais permitiria que a verdade sobre ele jamais poderia se tornar erronea e enganadora aos cristãos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   15/1/2010, 5:21 pm

Deixemos então que o público julgue qual dos eruditos é o mais coerente. Temos nossa discussão sobre o desafio de Ratzlaff à fé adventista, o artigo já postado em espanhol e inglês, “O Perigo do Ratzlaffismo”. Esta é uma “homenagem” ao promotor de conferências com o título “O Perigo do Adventismo”, como anunciado na última edição de sua publicação Proclamation! Confiram nas seguintes opções:

Em espanhol:
http://foroadventista.com/index.php/topic,1329.msg21737.html#msg21737

Em inglês:
http://foroadventista.com/index.php/topic,1463.30.html


Resposta à última edição da revista do ex-pastor adventista Dale Ratzlaff, nas seções em espanhol e inglês.

Links e título inicial:

* Español: ¿Cristianos “Regulares” Acogiendo Ideas “Irregulares”?

http://foroadventista.com/index.php?topic=69.msg22050#msg22050

Español: “Distorsiones y Omisiones Deshonestas--Receta Para Un Ministerio de Error”:

http://foroadventista.com/index.php?topic=1329.msg22287#new
http://foroadventista.com/index.php?topic=1463.msg22291#msg22291

English: “Dishonest Distortions and Omissions, Recipe for a Ministry of Error”:

http://foroadventista.com/index.php/topic,1463.msg21715.html#new

Aos que preferirem ver o mesmo material em inglês, eis o link para o mesmo:

http://foroadventista.com/index.php/topic,1329.msg21717.html#new

Abraços
Citação :
2 - Evidências subsequentes (biblicas inclusive) mostram que o Dia do Senhor passou a ser o domingo.
É simples meu caro, não há ordem de Cristo fazendo a mudança do sábado para o domingo. E mais, após a morte do nosso Senhor os discípulos continuaram guardando o sábado. A expressão "dia do Senhor", comumente relacionada aos domingo em muitas línguas, para o cristianismo foi uma associação tardia não sendo usada pelos primeiros cristãos.
Citação :
3 - Os manuscritos do Mar Morto também apontam a guarda do sabath no domingo pelos cristãos primitivos de Quram.

Essa tese eu não conheço, favor colocar referências.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   19/1/2010, 12:19 am



POR QUE O SÁBADO É O SÉTIMO DIA


Quinze razões bíblicas por que o sábado tem que ser especificamente o sétimo dia da semana.

Por Marllington Klabin Will

  Os próprios defensores do domingo vêem qualidades morais no quarto mandamento. Na verdade, a alegação deles é que o mandamento é parcialmente moral e parcialmente cerimonial. Sem respaldo bíblico, dizem isso porque pretendem reinterpretar o princípio sabático, aplicando o “sábado” do sétimo dia ao primeiro da semana, o domingo ou o “sábado cristão” como chamam. Contudo, ao assumir essa posição, eles desconsideram alguns fatos bíblicos bastante óbvios que provam não fazer sentido essa aplicação do “sábado” (descanso) a qualquer outro dia semanal, senão no sétimo. O presente estudo apresenta quinze argumentos, dentre outros, para provar que o “sábado” é um dia da semana determinado, o dia sétimo específico.

~~~~~~~~~~~~~~~~

 1 O mandamento sabático que está no Decálogo faz evidente alusão ao descanso de Deus na criação (Ex.20:11). Portanto, é no contexto histórico daquela semana que a expressão “o sétimo dia” deve ser compreendida, o que torna evidente que é um dia semanal específico. O mandamento não manda lembrar-nos de santificar o “sábado” (shabbat) ou o “descanso”, mas sim de santificar “o dia” de sábado, e ainda diz que “o sétimo dia é o sábado” (Ex.20:8–11). Ou seja, não está no sétimo dia — o sábado é o sétimo dia.

 2 A qualidade moral do sábado não está somente nas necessidades físicas, mentais e espirituais do ser humano. Mas também, em primeiro lugar, o fundamento racional do mandamento vem da relação do dia de sábado com o ato criativo de Deus. A razão oferecida pelo quarto mandamento não é o próprio descanso em si de um dia em sete qualquer para satisfazer as necessidades do homem. O motivo apresentado em Gênesis 2:1–3 para santificação do sábado é o dia determinado do descanso de Deus no Éden, e não o próprio descanso em si. É o fato histórico da criação, do descanso de Deus no dia determinado, da benção divina e da santificação de um dia determinado (Gn.2:1–3) para servir como memorial da criação (Sl.111:4) e como sinal de Deus (Ez.12:12,20) que dá sentido lógico ao dia específico do sábado.

 3 Deus abençoou e santificou única e especificamente o sétimo dia da semana e nenhum outro mais. Foi o sétimo dia específico que foi abençoado e santificado por Deus.

 4 A principal finalidade do sábado é comemorar a obra da criação. Recebemos a ordem de relembrar o dia do sábado e santificá-lo, porque em seis dias Deus fez os céus e a Terra.

  Os deveres e preceitos morais são provenientes dos atributos de Deus. O dever moral de amar e obedecer a Deus repousa principalmente sobre o fato de que o Senhor criou todas as coisas (Ap.4:11), e o sábado foi dado para comemorar essa criação. O poder criador é o atributo característico do Deus vivo, e o sábado proveio diretamente do exercício deste atributo na criação do mundo. Deus o separou exclusivamente para reflexão na Sua criação.

 5 O sétimo dia é o aniversário do planeta, o memorial de um mundo perfeito e sem pecado. Dias memoráveis, para ter significado, devem estar em pontos definidos de tempo. O sábado é um marco temporal, tem um motivo especifico em relação ao (sétimo) dia, o que não faz sentido se não for num tempo determinado. Essa relação entre a causa e o tempo é uma razão muito bem fundada para o sábado ser o último dia da semana. O descanso de Deus não foi simplesmente um dia entre sete na semana da criação — foi o sétimo dia específico. O memorial sabático não tem por finalidade relembrar um dia qualquer. O ato criativo manifestou-se em certa seqüência de tempo: seis dias Deus trabalhou e o sétimo dia em que Ele descansou. “Por isso”, ou seja, por causa disso o sábado foi abençoado, santificado e separado para memorial.

  Suponhamos que alguém nasceu a 7 de setembro. Não é qualquer dia de setembro, nem é o dia 7 de qualquer mês. Especificamente esse dia e nenhum outro será o seu legítimo dia natalício, pois foi esse o dia em que nasceu. Essa pessoa poderá alegar, querendo, que nasceu a 1 de setembro. Isto absolutamente não altera o fato de ser o 7 de setembro o legítimo dia de seu nascimento. Assim como o dia da Independência do Brasil não faz sentido ser comemorado em qualquer outra data senão nesse dia. O mesmo se dá com o sábado. É um dia semanal definido — o sétimo. Eis um fato que é impossível destruir! Segue-se, pois, que o sétimo dia original, e depois dele cada sétimo dia sucessivo, foi e há de ser, impreterivelmente, o legítimo “sábado” ou dia que relembra o descanso do Senhor, preceituado no mandamento. Para o sábado deixar de ser memorial, é necessário deixar de ser verdade que Deus no sétimo dia da criação repousou de toda a Sua obra que fizera.

 6 A qualidade moral do princípio relacionada ao fundamento lógico-racional para o dia ser especifico resulta em outras características morais do mandamento: observar o sábado no sétimo dia, o dia que Deus concluiu Sua obra de criação, preserva o conhecimento do único Deus vivo e verdadeiro como Criador do Universo. Se os céus e a terra foram criados têm de ter tido um criador e este criador tem que ser extra-mundo, existindo anteriormente, fora e independente do mundo. Tem que ser onipotente e infinito em conhecimento, sabedoria e bondade; porque todos esses atributos são necessários para explicar as maravilhas do céu e da terra.

 7 O sábado, sendo o memorial da criação e um dia reservado para a reflexão do Deus Criador, visa trazer em nós um reconhecimento de gratidão. Não traremos um reconhecimento de gratidão adorando num dia que não comemora a criação.

 8 Adorar no sétimo dia, o dia em que o próprio Deus abençoou, consagrou, santificou, separou para ser objeto de culto e ordenou que fosse o dia de adoração, também desperta reverência e submissão para com o Deus que nos Criou. Não vamos despertar reverência nem submissão santificando o dia que acharmos mais conveniente para nossos próprios desígnios.

 9 O princípio do mandamento sabático indica como vai nosso estado espiritual somente e unicamente quando tem a ver com o dia determinado por Deus, pois apenas despertamos reverência e submissão para com Deus quando somos fiéis e respeitamos Sua autoridade, obedecendo ao Seu mandamento e adorando no dia que Ele ordenou que fosse observado.

 10 A moralidade do mandamento também pode-se inferir pela natureza e propósito da instituição. É um princípio geralmente reconhecido que aqueles mandamentos dirigidos aos judeus como judeus, e baseado em suas peculiaridades, circunstâncias e reações, se desvaneceram quando se aboliu a administração Mosaica; porém os mandamentos baseados na imutável natureza de Deus ou nas relações permanentes dos homens são de obrigação permanente. Há muitos mandamentos que obrigam aos homens como homens; aos pais como pais; aos filhos como filhos. É perfeitamente evidente que o quarto mandamento pertence a esta última classe.

  É importante que todos os homens vejam que Deus criou o mundo e por isso Ele é um ser pessoal, extra-mundo, infinito em todas as suas perfeições. Uma família vive em paz, se todos os seus componentes se sujeitam a uma norma comum: é esta que impede o individualismo egoísta e que mantém unidos os indivíduos, favorecendo a sua coexistência harmoniosa e laboriosidade para o fim comum. Tal critério, em si óbvio, vale também para as comunidades mais amplas, como a religiosa, universal. Para se gozar de paz, há necessidade dessa lei comum. Todos os homens têm que parar em sua caminhada terrena e são chamados a parar e voltar seus pensamentos até Deus.

 11 Em Marcos 2:27, o “sábado” que Deus estabeleceu em função do homem foi o memorial do sétimo dia (vs.24).

 12 O dia de “sábado” que Jesus observava era no sétimo dia da semana, e não no primeiro ou outro dia qualquer. E “aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou.” (1Jo.2:6).

 13 Lucas escreveu, cerca de 30 anos depois da morte de Jesus, que o sábado do mandamento era exatamente o sétimo dia da semana, pois foi assim que fora observado “segundo o mandamento” (Lc.23:56).

 14 Nenhum dia foi tão solenemente posto diante do povo de Deus pelos Seus profetas como o sábado. Ninguém hoje tem dúvida que os exemplos do Antigo Testamento de violação do sábado eram sobre um dia específico, o sétimo dia. Mas os profetas podiam apontar apenas o quarto mandamento para apoiar sua fervorosa admoestação para santificar um dia específico da semana. Portanto, esses inspirados homens de Deus compreendiam que o “sétimo dia” do Decálogo significava especificamente o sétimo dia da semana.

 15 Ninguém tem dúvida de que era exigido daqueles que viveram antes de Cristo que guardassem o sábado no sétimo dia da semana. Em outras palavras, “o sétimo dia” do mandamento significa inquestionavelmente o sétimo dia da semana. Então, que base racional pode ser encontrada para a alegação de que, quando Cristo veio, o claro e específico significado do mandamento subitamente tornou-se vago e impreciso, e agora significa meramente um dia semanal entre sete? Não, o mandamento não perdeu seu significado original. Somente o sétimo da semana é o dia de “descanso”. Ninguém, no tempo de Cristo ou por quase mil e seiscentos anos depois, jamais ousou em fazer essa afirmação absurda. Até o ano 1595, os cristãos compreendiam que “o sétimo dia” do mandamento significava o mesmo sétimo dia da semana. Longe de ter qualquer fundamento nas Escrituras, essa teoria “qualquerdiaísta” nem mesmo foi insinuada até quinze séculos após o último apóstolo baixar à sepultura.


PONDERAÇÃO FINAL

  Esse assunto é mais que um assunto de “dias”; é um assunto de autoridade, de domínio. Satanás tem trabalhado para mudar a lei de Deus, especificamente a lei do sábado (Dn.7:25). Adorar no sétimo dia é aceitar a autoridade do Deus que ordenou que este dia fosse observado (Ex.20:8). Deus é adorado como Criador quando guardamos o sábado (Ap.14:6–7 / Gn.2:1–3 / Ex.20:11). Aceitar conscientemente um dia de adoração falsificado, é aceitar uma instituição estabelecida por homens guiados por Satanás (Dn.7:25 / At.20:28–31 / 2Ts.2:3–7). A questão que deve ser indagada é sobre quem vamos obedecer: a Deus ou aos homens?
      Importa antes obedecer a Deus que aos homens. (At.5:29)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronaldo
Administrador
Administrador


Mensagens : 261
Data de inscrição : 13/04/2008

MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   19/1/2010, 12:20 am

Foi numa sexta-feira que Deus concluiu Sua obra e descansou da tarefa da Criação. E também foi numa sexta-feira que Jesus concluiu a obra da redenção. Quando inclinou a cabeça ao morrer, disse: “Está consumado!” (Jo.19:30). Depois disso, os discípulos tiveram apenas o tempo suficiente para remover o corpo da cruz e colocá-Lo na tumba nova de José. Enquanto saíam apressados, o sol se punha. A Escritura diz: “E começava o sábado” (Lc.23:54). Assim, pela segunda vez, o Salvador descansou no sétimo dia de uma obra terminada. O sábado, criado para comemorar as providências de Deus para um mundo perfeito no Gênesis, assumiu então um significado adicional. Daquele dia em diante, simbolizaria também Suas providências para um mundo em pecado: o plano para nos redimir, curar e restaurar a uma relação de fé e confiança nEle, tonando-se também o memorial da redenção, agora com um significado adicional para os cristãos (Hb.4).

Este segundo significado do sábado foi apresentado muito tempo antes da cruz. Quando Deus deu os Dez Mandamentos no Sinai, explicou a razão para o sábado, fazendo alusão à Criação (Ex.20:11). Mas, quando Moisés repetiu os mandamentos 40 anos mais tarde, citou-os de uma forma que prenunciava claramente a segunda razão para a observância do sábado: “Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão poderosa e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado” (Dt.5:15).

Deus criou os seres humanos para ocuparem uma posição de soberania (Gn.1:26-27). A escravidão é o oposto disso. Por causa da opressão, a observância do sábado tornara-se praticamente impossível. Os hebreus foram libertados do cativeiro a fim de que pudessem observar a lei de Deus (Sl.105:43-45). O Senhor não só havia resgatado Seu povo da escravidão literal, mas tinha a intenção de resgatá-lo para um relacionamento de confiança com Ele (Ex.19:4). Como resultado, o povo deveria assumir uma posição de liderança, sendo elevado ao status de “sacerdócio real” (ver os vs. 5-6/1Pe.2:9/Ap. 5:10). A lembrança de seu cativeiro e libertação era um motivo adicional para a guarda do sábado.

O Egito e o cativeiro egípcio representam o pecado e a escravidão do pecado (Ap.11:8/Os. 11:1/Mt.2:15/Zc.10:10). Semelhantemente, cada alma que foi libertada do pecado tem a mesma razão que tinham os hebreus libertos para guardar o sábado. Ou seja, o sábado deve ser observado também como memorial do libertamento da escravidão do pecado, isto é, memorial da redenção. Toda alma salva deve guardar o sábado como memória do libertamento do pecado pelo sangue de Jesus Cristo. Dessa forma, o sábado é uma comemoração não apenas da Criação, mas também da redenção. Como sinal de nosso resgate da escravidão, o sábado também nos traz à consciência a necessidade de respeitar nossos semelhantes. Ordena que nos lembremos da rocha de onde fomos talhados e do poço do qual fomos cavados (Is.51:1). Assim, o quarto mandamento também dá sentido aos seis preceitos seguintes, que lidam com nossos deveres para com as outras pessoas (ver Dt.16:11-12).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O sábado foi FIXADO no sétimo dia da semana
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Feliz sábado!
» Deus descansou no sétimo dia inteiro?
» Os números ímpares são múltiplos de algum número fixado maior do que 1?
» E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado...
» Estudo Bíblico: Confissões de Fé Sobre a Lei e o Sábado

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Adventista :: Teologia :: Fórum de Debates-
Ir para: